Italiano Farmacia on line: comprare cialis senza ricetta, acquistare viagra internet.

(spdm_10_cl\355nica geral.qxp)

SPDM - Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina
PROCESSO SELETIVO - EDITAL N.º 02/2010
M É D I C O P L A N T O N I S TA
CLÍNICA GERAL
INSTRUÇÕES GERAIS
3) Paciente masculino de 53 anos, previamente hipertenso,
em uso de enalapril, apresenta dor precordial súbita em
I. Nesta prova, você encontrará 4 (quatro) páginas aperto, sendo imediatamente encaminhado ao pronto
numeradas sequencialmente, contendo 40 (quarenta) questões correspondentes à seguinte disciplina: socorro. Ao exame inicial apresenta níveis pressóricos
Conhecimentos Específicos (40 questões). acima de 180 x 120 mmHg, obtidos em três aferições.
II. Verifique se seu nome e número de inscrição estão corretos Para a redução da PA, a droga menos indicada é
no cartão de respostas. Se houver erro, notifique o fiscal.
III. Assine e preencha o cartão de respostas nos locais indicados, com caneta azul ou preta.
IV. Verifique se a impressão, a paginação e a numeração das questões estão corretas. Caso observe qualquer erro, V. Você dispõe de 3 (três) horas para fazer esta prova. Reserve 4) São características de risco para manifestação atípica
os 20 (vinte) minutos finais para marcar o cartão de de infarto agudo do miocárdio (IAM), EXCETO
VI. O candidato só poderá retirar-se do setor de prova 1(uma) hora após seu início.
VII. Marque o cartão de respostas cobrindo fortemente o espaço correspondente à letra a ser assinalada, conforme o exemplo no próprio cartão de respostas.
VIII. A leitora óptica não registrará as respostas em que 5) Quanto ao tratamento da fase aguda do IAM, assinale a
houver falta de nitidez e/ou marcação de mais alternativa incorreta.
a) Os anti-inflamatórios não esteróides não devem ser IX. O cartão de respostas não pode ser dobrado, amassado, rasurado ou manchado. Exceto sua assinatura, utilizados na vigência de IAM e, se o paciente que nada deve ser escrito ou registrado fora dos locais destinados apresentar esse diagnóstico fizer uso crônico de um desses medicamentos, este deve ser suspenso.
X. Ao terminar a prova, entregue ao fiscal o cartão de respostas b) Nitratos devem ser utilizados na formulação sublingual e este caderno. As observações ou marcações registradas no caderno não serão levadas em consideração.
c) Betabloqueadores, na ausência de contraindicações, XI. O candidato somente levará o Caderno de Questões depois devem ser iniciados imediatamente, de preferência por de transcorridas 2 (duas) horas do início da prova.
via oral, após a admissão do paciente.
XII. É terminantemente proibido o uso de telefone celular, d) A administração de oxigênio (3 l/min a 100%, por meio Boa Prova!
de cateter nasal) é indicada rotineiramente em todos os pacientes com infarto agudo do miocárdio, não CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
complicado, durante os primeiros 3 dias do quadro.
1) A dose (mg/dia) mais baixa e a mais alta para uso da
6) Quanto à avaliação inicial de um paciente com suspeita
hidroclorotiazida em pacientes hipertensos são,
de IAM, a alternativa incorreta.
respectivamente,
a) O melhor teste para dosagem de CK-MB disponível atualmente é a medida da CK-MB massa.
b) O reconhecimento de supradesnivelamento do segmento ST > 1,0 mm em derivações contíguas no plano frontal, 2) Paciente masculino de 64 anos, hipertenso há vários
supradesnivelamento do segmento ST > 2,0 mm em anos, em uso de monoterapia com hidroclorotizada 25
derivações precordiais sugere alta probabilidade de IAM.
mg/dia, refere ter realizado medida de pressão arterial
c) A realização de ECGs seriados nas primeiras horas do (PA) na Unidade Básica de Saúde, aferindo-se, em uma
atendimento inicial aumenta intensamente a sensibilidade única medida valores de 190 x 130 mmHg, sendo
orientado a procurar um hospital. Você atende esse
paciente e detecta, em várias medidas, PA entre
d) A medida da atividade da CK-MB eleva-se em 1-2 horas 176 x 124 mmHg e 184 x 128 mmHg. O paciente se sente
após o início dos sintomas, com pico em torno de 12 bem e o restante do exame físico está dentro da
horas, e normaliza-se entre 18-24 horas.
normalidade. Das condutas imediatas abaixo, a mais
adequada é
a) apenas indicar MAPA (Monitorização Ambulatorial da 7) Entre as contraindicações absolutas da terapia com
Pressão Arterial) e aumentar a dose de diurético.
fibrinolíticos no IAM, não se inclui
b) prescrever capropril por via oral.
a) sangramento interno recente (< 2-4 semanas).
c) apenas indicar MAPA e orientar para medidas dietéticas b) trauma significante no rosto nos últimos 3 meses.
c) qualquer sangramento intracraniano.
d) prescrever nifedipina sublingual.
d) qualquer malformação arteriovenosa cerebral conhecida.
8) Paciente feminina de 36 anos refere que seu coração está 13) Paciente de 54 anos, masculino, tem diagnóstico clínico e
disparado há 1 hora, acompanhado de discreto mal estar.
ecocardiográfico de insuficiência cardíaca (IC) sintomática
Refere episódios semelhantes, com menor intensidade,
com disfunção ventricular, classe funcional II. Para a
em três ocasiões anteriores, com regressão espontânea.
abordagem inicial desse paciente, o esquema terapêutico
Ao exame clínico, observa-se frequência cardíaca de 172
menos adequado é
bpm, pressão arterial de 110 x 70 mmHg, sem outras
anormalidades. Ao ECG, observam-se complexos QRS
estreitos, bem definidos, regulares e semelhantes entre si.
c) digoxina associada à hidroclorotizadida.
Seu diagnóstico seria
d) associação de enalapril com um betabloqueador .
14) Analise os itens abaixo
• Sobrecarga de líquidos intravenosos durante internação c) taquicardia paroxística supraventricular 9) Paciente feminina, de 69 anos, foi operada há cinco meses
por adenocarcinoma de cólon direito, submetida à
hemicolectomia. Na evolução, apresentou metástases
São considerados causas ou fatores precipitantes da IC
hepáticas e quadro de pneumonia grave, com sepse, 12
aguda apenas
dias antes do óbito. Paciente era portadora de hipertensão
arterial há mais de 5 anos e, em torno de 2 meses antes
do óbito, teve um acidente vascular cerebral, ficando com
paresia do membro superior esquerdo.
As causas básica e terminal para o adequado
preenchimento do atestado de óbito dessa paciente são, 15) Para sedoanalgesia de pacientes com IC aguda, asmáticos
respectivamente:
e/ou hipotensos, deve-se optar pelo uso de
d) acidente vascular cerebral e pneumonia. 16) Paciente portador de IC crônica, classe funcional I, fez
10) Analise os itens abaixo
uso há dois meses de amoxacilina para tratamento de
quadro diagnosticado na Unidade Básica de Saúde como
pneumonia. Apresenta-se à consulta em regular para bom
estado geral, com temperatura de 37,90C, PA de 132 x 80
mmHg, frequência cardíaca de 96 bpm, frequência
respiratória de 22 mrpm, sem outros dados relevantes.
A ausculta pulmonar revela crepitações na base direita
(D) sendo que a radiografia de tórax é compatível com
pneumonia em lobo inferior D. Você indica tratamento
São princípios do Sistema Único de Saúde apenas
ambulatorial. A conduta mais adequada é
a) amoxacilina associada ao clavulanato de potássio por via c) penicilina G procaína por via intramuscular.
11) Considerando a lista nacional de doenças de notificação 17) Sobre a bronquite aguda, é errado afirmar que
compulsória, a doença que não exige notificação
a) a tosse é a manifestação predominante.
imediata é a
c) cerca de 50% dos casos não são causados por bactérias.
d) o uso de antibióticos, à primeira consulta, é formalmente 18) O uso de antibióticos na DPOC está indicado nas
exacerbações infecciosas da doença que apresentem
12) De acordo com o novo Código de Ética, entre os direitos
pelo menos duas das seguintes manifestações:
do médico, não se inclui
a) aumento do volume da expectoração, mudança do aspecto a) opor-se à realização de junta médica ou à segunda opinião da expectoração para purulento ou aumento da intensidade b) internar e assistir seus pacientes em hospitais privados e b) mudança do aspecto da expectoração para purulento, públicos com caráter filantrópico ou não, ainda que não aumento da pressão arterial ou aumento da intensidade c) requerer desagravo público ao Conselho Regional de c) aumento do volume da expectoração, mudança do aspecto da expectoração para purulento ou aumento da intensidade Medicina quando atingido no exercício de sua profissão.
d) suspender suas atividades, individualmente ou d) aumento do volume da expectoração, aumento da coletivamente, quando a instituição pública ou privada para intensidade da dispnéia ou aumento da intensidade da a qual trabalhe não o remunerar justamente.
19) Paciente de 34 anos, feminina, portadora de asma 24) Paciente masculino de 56 anos, portador de doença renal
persistente moderada vem fazendo uso de corticóide
crônica por glomerulonefrite crônica, em tratamento
inalatório (CI) em doses moderadas, obtendo controle
conservador com filtração glomerular de 38 ml/min,
parcial. O quadro não sugere origem alérgica. Das
apresenta dor abdominal intensa que se iniciou
alternativas terapêuticas abaixo, a mais adequada
subitamente, há cerca de 6 horas, com irradiação para o
dorso. No pronto socorro apresentava hiperamilasemia
a) prescrição de omalizumabe em associação ao CI.
(3 vezes o valor de referência), leucocitose (16300
b) prescrição de beta-agonista de ação prolongada em leucócitos/mm3), LDL e enzima hepáticas normais. No
dia seguinte, apresentou elevação da glicemia (240 mg/dL),
c) suspensão do CI e a introdução de beta-agonista de ação sem outras anormalidades laboratorais, não havendo até
prolongada em associação à teofilina.
então instabilidade hemodinâmica. Sobre o quadro, pode-
d) prescrição de cromoglicato de sódio em associação ao CI.
se afirmar que
a) o paciente apresenta pancreatite aguda e não se pode 20) É medida comprovadamente eficaz na profilaxia da
insuficiência renal em pacientes vítimas de lesão muscular
b) o paciente pela doença renal pode ter hiperamilasemia, grave em decorrência de politraumatismo:
mas não se pode afirmar que se trata de pancreatite.
c) o paciente apresenta pancreatite aguda e é previsto curso a) infusão de dopamina em doses dopaminérgicas.
b) infusão de dopamina em doses beta-adrenérgicas.
d) o paciente apresenta pancreatite aguda e é previsto curso 25) Paciente feminina de 23 anos, após exposição a um
21) Você atende paciente de 62 anos, portador de doença
agente químico no trabalho, refere, há cerca de 1 hora e
renal crônica, por nefropatia diabética, em tratamento
meia, mal estar, seguido por vermelhidão no corpo, olhos
ambulatorial. Refere fraqueza intensa, que o impede de
inchados e dificuldade respiratória progressiva. A paciente
fazer movimentos habituais. Ao exame físico, está
se apresenta ansiosa, com lesões cutâneas urticariformes,
normotenso, em uso de associação entre captopril e
edema bipalpebral, rouca e referindo sensação que sua
losartan, há discreta palidez cutânea, sem outros dados
garganta está fechando. Sua suspeita é de reação
relevantes. Seus exames de laboratório revelam: uréia
anafilática. Entre as drogas abaixo, a primeira a ser
sérica = 170 mg/dL, creatinina sérica = 5,4 mg/dL,
utilizada é
hemoglobina = 10,2 g/dL, e potássio sérico de 7,4 mEq/L.
a) adrenalina por via intramuscular.
Após administração de solução polarizante por via venosa,
b) prometazina por via intramuscular.
os níveis de potássio diminuem para 7,1 mg/dL. Nesse
c) metilprednisolona por via venosa.
momento, a melhor opção é
d) brometo de iopatrópio por via inalatória a) prescrever resina trocadora de íons e fazer controle seriado b) administrar gluconato de cálcio por via venosa.
26) Paciente de 27 anos dá entrada no pronto socorro com
história de 10 semanas de atraso menstrual, teste de
c) repetir a solução polarizante até normalização dos níveis gravidez positivo, dor abdominal importante e
sangramento vaginal discreto. Ao exame físico
d) indicar hemodiálise de urgência.
observam-se mucosas descoradas, pulso de 100ppm,
PA=100/50 mmHg, sangramento vaginal discreto,
22) Em pacientes com dengue, são sinais de alarme que
descompressão brusca dolorosa e massa palpável em
indicam tratamento em unidades terciárias de saúde, com
fundo de saco lateral direito. O diagnóstico provável e
leitos de internação, EXCETO:
a conduta mais adequada são, respectivamente:
a) aumento repentino do hematócrito.
a) abortamento em curso e ultrassonografia.
b) abortamento em curso e curetagem uterina .
c) apendicite e laparotomia exploradora.
d) gravidez ectópica rota e laparotomia exploradora.
23) Paciente feminina de 63 anos, diabética, apresenta quadro 27) Sobre as manobras de reanimação cardiopulmonar,
de infecção alta do trato urinário, cujo tratamento foi
assinale a alternativa incorreta.
iniciado há 3 dias com norfloxacina. Apresenta prostração,
a) Pacientes em atividade elétrica sem pulso (AESP) ou febre de até 390C, frequência cardíaca de 104 bpm e
assistolia não se beneficiam de desfibrilação.
frequência respiratória de 22 mrpm . Sua pressão arterial
b) Quando uma via aérea permeável estiver inserida, os era de 90 x 60 mmHg, elevando-se para 110 x 60 mmHg,
socorristas devem interromper as compressões torácicas após infusão de solução salina isotônica. O hemograma
externas para realizar a ventilação.
mostra e leucocitose (14100 leucócitos/mm3) e os demais
c) Não há estudos prospectivos que avaliem o uso do soco dados laboratoriais estavam normais. Dos diagnósticos
precordial, não sendo recomendado para socorristas de abaixo, o mais provável é
d) Antes da obtenção de uma via aérea permeável, as compressões torácicas externas devem ser feitas a uma frequência de 100 compressões por minuto numa razão de 30 compressões para 2 ventilações.
28) Durante o procedimento de reanimação cardiopulmonar 35) Paciente feminina, de 16 anos, andava descalça em frente
(RCP) de paciente com assistolia ou AESP, se na 1ª
à sua casa, quando sofreu corte no pé direito ao pisar
checagem de ritmo a situação inicial não se altera, deve-se
em um caco de vidro. Ao exame, observa-se ferimento
a) reiniciar a RCP imediatamente e administrar atropina por corto-contuso profundo, com restos de terra e vidro em
seu interior. A paciente recebeu última dose de vacina
b) desfibrilar o paciente com alta carga (> 360 J).
dupla adulto aos 15 anos. A conduta correta seria
c) reiniciar a RCP imediatamente e administrar adrenalina a) limpeza imediata do ferimento com água e sabão, desbridamento e prescrever penicilina G benzatina.
b) limpeza imediata do ferimento com água e sabão, desbridamento, prescrever penicilina G benzatina e uma 29) Paciente masculino de 43 anos, diabético, em uso de
insulina NPH, vem sendo tratado com amoxacilina, em
dose de reforço da vacina dupla adulto.
virtude de um quadro diagnosticado como pneumonia.
c) limpeza imediata do ferimento com água e sabão, À consulta médica apresenta-se com rebaixamento do
desbridamento, prescrever penicilina G benzatina e estado de consciência, normotenso, afebril, com glicemia
de 610 mg/dL, pH de 7,31; bicarbonato sérico de 19 mEq/L
d) limpeza imediata do ferimento com água e sabão e e traços de corpos cetônicos ao exame de urina. O quadro
é mais compatível com
36) Menino de 5 anos foi mordido pelo cão de um vizinho
na região da palma da mão direita. O ferimento é de
c) estado hiperglicêmico hiperosmolar .
moderada profundidade e de curta extensão. A região
em que vive é considerada área de raiva controlada.
30) Sobre o tratamento das crises hiperglicêmicas em
a) iniciar imediatamente a vacinação.
diabéticos adultos, assinale a alternativa incorreta.
a) A insulinoterapia deve ser empregada preferencialmente b) observar o animal por 10 dias,antes de outra conduta.
b) Bicarbonato deve ser evitado se o pH for > 6,9.
c) A reposição de volume não deve ser feita inicialmente 37) Sobre a diferenciação entre rubéola e sarampo, assinale
d) Não se deve repor potássio se as concentrações séricas a afirmativa incorreta.
a) Leucocitose é menos frequente na rubéola.
b) Conjuntivite é mais frequente no sarampo.
31) Sobre o tratamento da artrite reumatóide, é falso
c) Enantema não ocorre na rubéola.
afirmar que
a) doses de prednisona < 10 mg/dia são em geral pouco d) Rinite é mais frequente no sarampo.
efetivas e não devem ser utilizadas.
b) os anti-inflamatórios não esteróides têm pouca capacidade 38) Sobre o tratamento da enxaqueca, assinale a alternativa
de atenuar a progressão da doença.
incorreta.
c) os anti-inflamatórios não esteróides são muito úteis no a) se há mais que 3 crises importantes por mês, o tratamento d) os corticosteróides não devem ser utilizados como b) crises de intensidade podem ser tratadas como analgésicos c) derivados da ergotamina são comprovadamente úteis na 32) Para o tratamento do lúpus eritematoso em atividade,
prevenção e no tratamento das crises.
com vasculite e/ou comprometimento do sistema nervoso
central, deve-se inicialmente
d) anti-inflamatórios não hormonais não têm eficácia a) prescrever 1 g de metilprednisolona por via venosa por 3 comprovada para o tratamento da crise, mas podem ser b) prescrever prednisona por via oral na dose de 30 mg/dia.
c) prescrever drogas antimaláricas.
39) Paciente com 65 anos apresenta quadro compatível com
d) prescrever prednisona por via oral na dose de 10 mg/dia.
acidente vascular cerebral isquêmico, cujo quadro se
iniciou há cerca de 2 horas. A tomografia de crânio é
33) Paciente feminina, de 12 anos de idade, apresenta quadro
compatível com o disgnóstico, sem sinais de sangramento.
típico de pielonefrite aguda, com comprometimento do
A PA encontra-se entre 160 x 100 e 174 x 108 mmHg.
estado geral, sendo indicada internação. Das opções
A conduta inicial deve ser:
abaixo, para tratamento antimicrobiano, a menos
a) reduzir inicialmente a PA com nitroprussiato de sódio e adequada é
b) reduzir inicialmente a PA com betabloqueador por via venosa e em seguida iniciar trombólise.
c) início imediato de terapia trombolítica.
d) contraindicar terapia trombolítica e prescrever 34) Quanto à diferenciação diagnóstica entre cólica biliar e
colecistite, assinale a alternativa incorreta.
40) Das drogas abaixo, a que não necessita de ajuste
a) Leucocitose costuma ser ausente na cólica bliar.
posológico em pacientes com redução da filtração
b) Dor moderada ou severa à palpação do ponto cístico é glomerular é a (o)
c) Febre é usualmente presente na colecistite, ao contrário d) O tempo da duração dos sintomas costuma ser mais longo

Source: http://www.spdmpais.org.br/site/images/pdf/rj/rj_ap_32/Edital_Medicos/1_Caderno_Medico_Clinica_Geral.pdf

Controlled substances - by csa schedule - july 201

SUBSTANCE NUMBER SCH NARC OTHER NAMES 1-(2-Phenylethyl)-4-phenyl-4-acetoxypiperidine 1-Methyl-4-phenyl-4-propionoxypiperidine 2,5-Dimethoxy-4-(n)-propylthiophenethylamine 2C-B, Nexus, has been sold as Ecstasy, i.e. MDMA Alphacetylmethadol except levo-alphacetylmethadol SUBSTANCE NUMBER SCH NARC OTHER NAMES 5-(1,1-Dimethylheptyl)-2-[(1R,3S)-3-hydroxycyclohexyl-phenol 5

Oriundijunho

Aspetto della Cena di Conclusione del Corso di Perfezionamento per i professori d'italiano della FECIBESP, con in primo piano il Presidente Riccardo Artioli ed il Dirigente Scolastico del Consolato, Alessandro Dell'Aira. e della lontana Rondonia è statopromosso il festival del CinemaItaliano. Un’allegra cena nelSalone delle Feste del CircoloItaliano ha concluso le attività Att

Copyright © 2010-2014 Drugstore Pdf Search